Sua empresa está preparada para a NF-e 4.0?

A versão 4.0 da NF-e (Nota Fiscal Eletrônica) será obrigatória a partir de 01/07/2018, e quem realiza operações com mercadorias deve estar preparado.

01/06/2018

DESTAQUES

Sua empresa está preparada para a NF-e 4.0?


A versão 4.0 da NF-e (Nota Fiscal Eletrônica) será obrigatória a partir de 01/07/2018, e quem realiza operações com mercadorias deve estar preparado.


Apesar de já ter ocorrido prorrogação de prazo para a obrigatoriedade de uso do novo formato de nota fiscal, muitas dúvidas ainda cercam as empresas. Por isso, trazemos alguns esclarecimentos sobre o assunto:


Transição da versão NF-e 3.10 para a NF-e 4.0


O fim da NF-e 3.10 foi decretado com a publicação da Nota Técnica 2016.002 que trouxe o formato 4.0 para as NF-e nas operações com mercadorias. Importante destacar que em 02/07/2018, quando houver a desativação do modelo antigo, as NF-e emitidas fora do novo formato não serão mais validadas pelas Secretarias de Estado de Fazenda (Sefaz).

A adaptação às mudanças devem ser realizadas pelos desenvolvedores dos softwares de emissão de notas fiscais, não sendo diretamente sentidas pelos emitentes de NF-e. Contudo, todas as empresas devem averiguar que seu emissor está de acordo com as novas exigências da legislação.


Observação: A mudança também causará impacto nos prestadores de serviço de Brasília, onde se utiliza a NF-e para emissão de notas de serviço. O mesmo valerá para qualquer município que utilize o sistema da NF-e para emissão de notas de serviço, ou seja, nota fiscal conjugada.


Principais alterações:

    • Utilização do Protocolo TLS 1.2 ou superior, visando mais segurança;

    • Inclusão de regra de validação para os campos relativos ao Fundo de Combate à Pobreza para operações internas ou interestaduais com substituição tributária;

    • O campo indicador de pagamento passará a integrar o Grupo de Informações de Pagamento, onde será informada a forma de pagamento, dentre outros dados;

    • Novo grupo chamado “Rastreabilidade de produto” (Grupo I80) que permitirá rastrear produtos sujeitos a restrições sanitárias;

    • Inclusão de campo para informação do código da Anvisa, quando se tratar de medicamentos.

Como a DPC pode ajudar sua empresa?

A Domingues e Pinho Contadores possui equipe especializada pronta para assessorar sua empresa.
Entre em contato através do e-mail dpc@dpc.com.br

Assine nossa newsletter:

Se interessou?

Entre em contato conosco para que possamos entender seu caso e oferecer a melhor solução para você e sua empresa.

Fale com um especialista
Português