O cidadão tomando as próprias rédeas

Infeliz a nação que precisa de heróis. O pensamento do dramaturgo alemão Bertolt Brecht, trazido pelo personagem Galileu, mostra um fundamento lógico e bastante atual no Brasil. Ao que parece, o cidadão comum está tentando tomar as rédeas da gestão da coisa pública e deixando de depositar (...)

25/02/2016

DPC NA MÍDIA

O cidadão tomando as próprias rédeas

Infeliz a nação que precisa de heróis. O pensamento do dramaturgo alemão Bertolt Brecht, trazido pelo personagem Galileu, mostra um fundamento lógico e bastante atual no Brasil. Ao que parece, o cidadão comum está tentando tomar as rédeas da gestão da coisa pública e deixando de depositar exclusivamente nas mãos de governantes o destino do País. É o que indica a articulação dos Observatórios Sociais, uma iniciativa popular originada em Maringá, no Paraná, por munícipes indignados com tantas fraudes e corrupção. Hoje o modelo de controle dos gastos públicos das prefeituras e câmaras municipais se espalha pelo Brasil e vem mostrando excelentes resultados. A ideia para nossa reportagem de capa foi do representante GBrasil em Porto Alegre, Maurício Gatti, da Gatti Contabilidade. Ele participa do movimento por meio do Sescon (Sindicato das Empresas Contábeis do Rio Grande do Sul) e vem acompanhando o trabalho da organização social e o quanto de economia a fiscalização dos cidadãos comuns tem promovido. Aqui, no Rio de Janeiro, o Observatório Social já está sendo implantado e em São Paulo, acaba de ser inaugurado. Sem controle, não há mesmo saída. Se depender da vontade dos governos, o Estado será cada vez maior e mais faminto por arrecadação. Sejamos, nós mesmos, os salvadores da pátria.

Esta edição da GESTÃO traz ainda uma entrevista exclusiva com a advogada Elisabeth Kasznar Fekete, que conduziu até dezembro a ABPI (Associação Brasileira da Propriedade Intelectual). Ela nos traz dados estarrecedores sobre o quanto o País desprestigia a inovação e como é difícil uma empresa ou um inventor registrar suas patentes. Pelo Brasil, passeamos por João Pessoa, mostrando o trabalho dedicado e profissional da Casa Roccia no mercado de alimentação para grandes eventos. Em Brasília, contamos o caso de sucesso dos Laboratórios Sabin, uma referência nacional na área de análises clínicas. De Cuiabá, trouxemos a história da D’Alumínio, uma indústria totalmente verticalizada, que produz perfis de alumínio a partir de sucatas. Da Bahia e do Piauí, temos dois belos casos de sucesso em gestão cultural: o Neojiba, dedicado a levar o ensino da música instrumental erudita a crianças e jovens de baixa renda de Salvador e vários municípios do interior do estado; e o Escalet, grupo teatral da pequena cidade de Floriano, que vem se projetando nacionalmente com o espetáculo a céu aberto Paixão de Cristo e, ainda, com a promoção de grandes eventos culturais de cinema e teatro.

É o Brasil aos olhos do GBrasil.

Por Manuel Domingues e Pinho

Como a DPC pode ajudar sua empresa?

A Domingues e Pinho Contadores possui equipe especializada pronta para assessorar sua empresa.
Entre em contato através do e-mail dpc@dpc.com.br

Assine nossa newsletter:

Se interessou?

Entre em contato conosco para que possamos entender seu caso e oferecer a melhor solução para você e sua empresa.

Fale com um especialista
Português

SEMINÁRIO

 

A Domingues e Pinho Contadores

convida para o seminário:

eSocial, EFD-Reinf e DCTFWeb:

o que muda no dia a dia das empresas

 

 

Datas:  Turma 1: 18/09/2018 (Lotada - vagas esgotadas) 

Turma 2: 25/09/2018 - 3a. feira (inscrições abertas) 

 

Horário: 8h30 às 13h

 

Local: Auditório da DPC RJ

Av. Rio Branco, 311 - 6º andar | Centro - Rio de Janeiro

 

Vagas limitadas. Garanta já a sua vaga!